segunda-feira, 11 de março de 2013

Deputados de sete partido elegeram Marco Feliciano. Mas há outros responsáveis

É sempre bom a gente ter esses registros para ser lembrados no momento das eleições. Nesse episódio surreal promovido pela Câmara Federal, vale ressaltar as responsabilidades. Primeiro e maior culpado, evidentemente, é o PSC. Intransigente e prepotente, o partido ignorou as manifestações de praticamente toda a sociedade brasileira, inclusive dos próprios evangélicos que diz representar, ao manter a indicação de Marco Feliciano para a presidência da comissão. Em segundo, há que se responsabilizar também o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN), por determinar eleição a portas fechadas numa Casa que deveria ser democrática, desrespeitando, além dos deputados então responsáveis pela comissão, as milhares de manifestações contrárias à indicação de Feliciano. Por último e não menos importante, os seguintes partidos, cujos integrantes se dispuseram a manchar nossa história democrática e participar de uma eleição amoral: PSC; PSD; PSB; PDT; PV; PSL; PR. Seguem os nomes dos deputados:


Agora o PSC admite, ao menos, rediscutir a questão, apesar de, aparentemente, não estar disposto a voltar atrás. Vai ser pior se for assim. As redes sociais estão aí para refrescar a memória de todos. Os tempos mudaram, caros deputados. Os tempos mudaram.
Postar um comentário