terça-feira, 15 de março de 2016

"Eu sou puta, mas é o governo que fode tudo"

Recebido via assessoria de imprensa: 

Garota de programa protesta  em Brasília pela regulamentação da profissão 

Hera: em Brasília para protestar (Foto: Grupo Renato Braga)
Com muito orgulho da profissão que exerce, a paulistana Hera desembarcou em Brasília para uma série de compromissos. O intuito é cobrar a regulamentação da atividade de garota de programa. No domingo ela participou da manifestação e pode sentir a aceitação de diversas pessoas pela sua luta. 

"Não estou aqui para ser a nova Bruna Surfistinha ou Lola, desde adolescente já me imaginava trabalhando com sexo, mas depois que ingressei na vida de acompanhante de luxo, notei que somos marginalizadas e sofremos preconceitos por todos os lados. Este tipo de trabalho não precisa ser obscuro ou estar vinculado ao submundo!" 

A  "Spartana Hera" adotou uma persona que revela o seu espírito de mulher guerreira, que trabalha realizando os sonhos e fantasias dos clientes.  Sempre mascarada e vestida a caráter, pensou no figurino para chamar atenção, buscando na mitologia esse conceito de mulher guerreira que irá reivindicar melhores condições de trabalho e uma lei mais favorável. 

“Seja deputado ou puta, todo mundo precisa de respeito”  -  Spartana Hera.
Postar um comentário