quinta-feira, 1 de junho de 2017

Entidades reconhecem Portal da Transparência do governo como um dos mais eficazes do Paraná

O comitê de Olho na Transparência, organização formada por representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PR), Conselho Regional de Economia do Paraná (Corecon-PR), Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRC-PR) e Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Paraná (Sescap-PR), reconheceu o Portal da Transparência do Governo do Paraná como um dos mais eficientes e ágeis do Estado.

O reconhecimento foi formalizado por meio de ofício enviado ao governador Beto Richa. “Analisamos portais da transparência de todo o estado e de diversos órgãos – inclusive de empresas de economia mista - e o do Executivo é um dos que apresentam as informações com mais clareza”, afirma o economista e presidente do comitê, Gilberto Coelho de Miranda Junior.

De acordo com o economista, o Portal da Transparência do Paraná atende às exigências da entidade. “Leva aos cidadãos as informações em poucos cliques, de forma descomplicada e rápida”, ressalta Miranda Junior, explicando que o comitê monitora regularmente os portais para garantir que atendam a Lei da Transparência, que determina que órgãos públicos prestem informações sobre receitas e despesas. “Caso o comitê perceba inconsistência sugere ao órgão mudanças”, informa.

ATUALIZAÇÃO - A versão atual entrou no ar em 2016 e se consolidou como uma importante ferramenta de comunicação entre o cidadão e governo. São cerca de 60 mil acessos mensais.

O portal traz informações completas sobre as receitas e despesas do governo, dados sobre a folha de pagamento dos servidores, entre outras questões, em alinhamento pleno com a Lei de Acesso à Informação. O site inclui gráficos e links para facilitar o usuário na leitura dos dados.

A plataforma é gerenciada pela Secretaria de Estado da Comunicação Social. “A premissa do site é levar a informação ao cidadão com apenas um clique”, afirmou o secretário Deonilson Roldo.

Da AEN
Postar um comentário