segunda-feira, 25 de junho de 2018

Deputado diz que "calote em travestis" é armação política

O deputado federal José Otávio Germano (PP-RS) divulgou nota ontem em seu perfil no Facebook afirmando ter sido vítima de "grosseira tentativa de extorsão" ao se referir à confusão armada em frente ao prédio onde mora, em Porto Alegre, por duas travestis. Na sexta-feira, elas fizeram um protesto na porta do prédio, cobrando suposta dívida do deputado. Sites que acompanharam o caso afirmam ter verificado mensagens de Whatsapp em que Germano convida uma das transexuais para ir a seu apartamento, mas a imagem da conversa não chegou a ser divulgada.

Segundo informou a imprensa gaúcha, um policial subiu ao apartamento do parlamentar e voltou com R$ 2,5 mil em dinheiro, entregues às mulheres que só assim foram embora. Em nota, Germano afirma que está sendo vítima de pré-julgamento e que estará "mais alerta a tais tipos de armação, típicas da baixa política praticado por pessoas inescrupulosas". 

Apesar disso, Germano, aparentemente, não prestou queixa contra as supostas chantagistas. Diz apenas que encaminhou o caso a seus advogados.

Leia a nota na íntegra:



Postar um comentário