segunda-feira, 4 de junho de 2018

Prefeito liberal se elege por partido socialista

Claussen, um liberal no partido socialista (F: Divulgação)
Que a política brasileira está perdida como cachorro que caiu da mudança todo mundo sabe. Ainda assim, algumas notícias mostram que ainda temos um bom caminho a percorrer até chegarmos ao fundo do poço, se é que ele existe. Uma delas é a eleição, ontem, de Vinicius Claussen como prefeito tampão de Teresópolis (RJ).

Integrante do Livres, movimento liberal que reúne lideranças e jovens em torno, obviamente, do liberalismo econômico, Claussen foi eleito pelo Partido Popular Socialista (PPS), sigla herdeira do antigo Partidão, o PCB, Partido Comunista Brasileiro.

Na eleição suplementar, o candidato recebeu 23,5 mil votos, 36,58% do total. A assessoria de comunicação do novo prefeito ressalta que sua escolha reflete o "movimento de renovação política" do país. "O empresário, de 39 anos, nunca havia sido candidato ou ocupou cargo público. Presidente do Teresópolis Convention & Visitor Bureau, Claussen é formado em administração e pós-graduado em gestão empresarial; e promete trazer essa experiência para a administração da cidade que teve sete prefeitos em sete anos, o último afastado pela Lei da Ficha Limpa", diz o texto.

"Teresópolis precisa de um gestor. Eu nunca fui político. Temos que encarar a prefeitura como uma grande empresa", afirma Claussen.

O prefeito promete, como uma de suas primeiras medidas, uma auditoria nas receitas e despesas do município, lembrando que as contas de 2016 foram reprovadas pelo TCE.

Claussen e o médico Ari Scussel Junior, seu vice, "registraram em cartório a promessa de doar os salários líquidos ao longo da gestão de dois anos e meio, num total de cerca de R$ 600 mil. Confira o programa de governo."

(*) Com informações da Assessoria de Imprensa
Postar um comentário