sexta-feira, 26 de abril de 2013

Mulher decapitada pode. Mãe amamentando, não

A polêmica do dia - e com razão - é um tal vídeo de uma mulher sendo decapitada postado e compartilhado milhares de vezes no Facebook. Acionado por órgãos de imprensa, o portal afirmou não poder retirar o material do ar porque "Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem". Lindo. Mas estúpido. Primeiro porque, ao se confirmar a suspeita de que seria uma mulher decapitada por uma gangue mexicana, o objetivo da divulgação é intimidar desafetos, como fazem, por outros meios, traficantes brasileiros. Segundo porque, apesar de ser "livre manifestação", trata-se de violência gratuita e absolutamente desnecessária, acessível a usuários de qualquer idade aceitos pela rede social. E, por último, porque mulheres que postam fotos amamentando têm suas contas suspensas porque o Facebook encara essa "livre manifestação" como pornografia. Esquizofrenia pura.
Postar um comentário