quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Requião e Lerner retiraram 487 km de duplicações de rodovias, diz governo

Herança do pedágio retira 487 Km de duplicações

Os empresários do G7 - que reúne representantes da Fiep, Faep, Fecomércio, Fetranspar, Faciap e ACP - conheceram detalhes da herança que o pedágio deixou em funções de aditivos nos governos Jaime Lerner e Roberto Requião. As alterações retiraram 487 km dos 885 Km de duplicações, terceiras faixas e marginais previstas no contrato original. 

Um exemplo é o trecho entre Cascavel e Foz do Iguaçu, retirado em 2007, para promover a redução tarifária de 30% da concessionária Ecocataratas. Dentro desta mesma linha também foram retiradas as obras futuras da concessionária Caminhos do Paraná. O governo Beto Richa já conseguiu incluir a duplicação entre Foz e Cascavel, que vem sendo feito em etapas desde 2012. A meta é duplicar todo o trecho, sem que haja reflexo na tarifa. 

Fonte: Assessoria de Comunicação
Postar um comentário