terça-feira, 17 de novembro de 2015

Em Curitiba, 64% mudaram hábitos alimentares devido à crise

Qualidade ainda é o principal (Foto: Divulgação)
Levantamento realizado pela Abrasel-PR em parceria com Núcleo de Estudos e Laboratório de Excelência em Serviços da Universidade Positivo aponta que 64% dos curitibanos que fazem as refeições fora de casa mudaram os hábitos alimentares devido à crise. Entre as mudanças estão a busca por lugares mais baratos, a diminuição na frequência e a composição do cardápio, ou seja, menos comida no prato.

A pesquisa ouviu 200 consumidores durante o mês de outubro, em dez estabelecimentos da capital. Metade deles declarou comer diariamente em algum restaurante. O número é maior do que a média nacional, que está em 30%. A qualidade foi apontada por 66% dos entrevistados como fator decisivo na hora de escolher o estabelecimento. O preço foi um dos últimos itens citados. “Para nós, este dado é fundamental. Ele comprova que a chave para manter o movimento não é diminuir o preço, mas sim oferecer produtos de qualidade e um ótimo serviço. As pessoas estão buscando o custo-benefício de tudo”, avalia
Luciano Bartolomeu, diretor-executivo da Abrasel-PR.


Veja os números da pesquisa:

- 68% dos entrevistados comem fora na hora do almoço;
- 71% preferem os restaurantes com buffet;
- 42% gastam em média entre R$15 e R$25 em uma refeição;
- 89% estão satisfeitos com os serviços gastronômicos oferecidos em Curitiba.
Postar um comentário