segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Venezuelanos contam com Escola do Trabalhador para conseguir emprego no Paraná

O Ministério do Trabalho está disponibilizando cursos da Escola do Trabalhador a imigrantes venezuelanos no Paraná. A ação, implementada pela Superintendência Regional do Trabalho (SRT/PR), tem o objetivo de inserir os venezuelanos no mercado de trabalho nas cidades em que estão recebendo abrigo. Além da qualificação profissional, o trabalhador venezuelano tem a oportunidade de aprimorar a comunicação em português, já que também é oferecida, pela plataforma, capacitação no idioma para hispanofalantes.
As ações da SRT/PR integram o Plano de Interiorização de Refugiados e Imigrantes Venezuelanos. O intuito é oferecer todo o suporte necessário para que eles consigam uma colocação no mercado formal de trabalho, depois de fazer o cadastro no Sistema Nacional de Emprego (Sine) e da emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). A próxima etapa será um encontro entre venezuelanos com empregadores potenciais.
O Paraná é um dos estados que têm servido de abrigo aos imigrantes que chegam ao País por Rondônia. Hoje, cerca de 300 venezuelanos são atendidos nas cidades de Curitiba e Goioerê. As ações contam com o apoio do governo do Estado e de municípios, além de Organizações Não-Governamentais (ONGs).
Postar um comentário