sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Acusado de assédio sexual na CBN, Airton Cordeiro diz que vai processar estagiária

Do Comunique-se

Acusado de assédio sexual, jornalista da CBN Curitiba vai processar estagiária



O caso de suposto assédio na CBN Curitiba ganhou mais um capítulo. Depois de ter sido acusado pela estagiária Mariana Ceccon, o comentarista esportivo Airton Cordeiro disse que irá processar a jovem. "Tenho pena dessa moça. A cartinha dela foi uma baixaria sem tamanho. Ela foi extremamente infeliz ao escrever esse texto", disse o comunicador ao G1.
Mariana divulgou nesta semana carta que fala sobre o assunto. Com detalhes, ela explicou que o problema começou em junho deste ano e que o jornalista fazia piadas de mau gosto. "Dentro do estúdio, durante os intervalos, o Airton começou a fazer piadas de péssimo gosto sobre o Caso Tayná, sobre política, sempre usando termos de baixo calão. 'Quer dizer que ninguém quis comer a buceta dessa tal de Tayná?'. Ninguém respondia, às vezes forçavam um sorriso amarelo ou como no meu caso, levava na 'esportiva' porque afinal eu sou a estagiária e aquele é o Airton Cordeiro! A corda sempre arrebenta para o lado mais fraco e não seria eu que criaria caso", diz trecho da carta divulgada por ela.
Comentarista esportivo, Cordeiro negou as acusações de Mariana Ceccon (Imagem: Paraná Online)
A estudante de jornalismo, que estava na emissora desde março, contou que resolveu escrever o texto pois não era mais "possível ficar quieta sobre este assunto". Ela conta que colocou no relato exatamente o que ouviu de Cordeiro, isso porque não aguenta "mais ouvir coisas do tipo: 'ahh o velho tá no fim da vida, foi lá fez um galanteio e todo mundo tá fazendo esse escândalo', 'Ah o cara passou uma cantada e já levam para o lado do assédio'.
Com o caso, Mariana acabou saindo da emissora na terça-feira, 27. Cordeiro, até então, não havia se pronunciado sobre as denúncias. Nesta sexta-feira, 30, a estudante prestará depoimento, de acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná (Sesp).
O caso
A história sobre o suposto caso de assédio foi revelada no começo deste mês, quando a situação foi denunciada pelos próprios jornalistas da emissora. No texto escrito por Mariana e divulgado nesta semana, ela relata o que aconteceu e afirmou que as acusações são contra o ex-deputado federal e jornalista Airton Cordeiro, comentarista esportivo da casa. Para ela, "não existe nada pior para um jornalista do que ter a credibilidade suja, a honra julgada e a moral extirpada".
Postar um comentário