quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Escola francesa pretende ampliar as discussões sobre gênero no Brasil

Há décadas os debates sobre gênero vêm levantando pautas sociais importantes. Para manter as discussões que visam combater a opressão, a escola francesa de consultoria de imagem Ecole Superieure de Relooking irá realizar o curso online “Desmistificando Gênero”, ministrado pela professora e pesquisadora Joanna Burigo.

“O papel social de homens e mulheres foi construído, portanto não é algo intrínseco. É importante desconstruir padrões de subjugação de mulheres vistos como naturais na sociedade” é com esse objetivo que Joanna, mestre em Gênero, Mídia e Cultura pela London School of Economics, pretende realizar o curso.

Com o intuito de esclarecer as linguagens de gênero, assim como as estruturas sociais e suas hierarquias, na grade de ensino, além das questões do tema, o curso pretende dialogar sobre feminismo e a teoria queer. Para realizar essa tarefa, as aulas irão promover debates acerca de como o dia-a-dia é influenciado pelas novas discussões de gênero, definições de feminismo e estratégias de como se comunicar sem oprimir.

Segundo a professora Joanna um dos desafios do curso é combater a opressão por meio do conhecimento. “A proposta é que elas compreendam a historicidade da linguagem do feminino e entendam como isso é fundamental para a liberdade das mulheres”, explica a pesquisadora que já ministrou vários cursos e debates sobre o tema.

Justificando a realização da atividade pela Ecole, Joanna concorda que o padrão hegemônico da sociedade exclui e oprime. A especialista explica ainda que há um processo de naturalização de tais opressões. “É importante consolidar que esses padrões da sociedade são construídos e não naturais. Compreendendo isso é possível entender os mecanismos de manutenção desses modelos,” desenvolve Burigo.

Estudos feministas e de gênero datam de 400 anos atrás, mas se consolidaram no século XX. Desde que foram concebidos os debates questionam os padrões sociais que impõem papeis para homens e mulheres. “A maneira como gênero se organiza na sociedade acontece para manter papeis de poder. O discurso de gênero vem crescendo nos últimos cinco anos e está influenciando a sociedade de maneira intensa, no sentido de que é preciso pensar a respeito das estruturas sociais para desfazer algumas opressões” esclarece Joanna Burigo.

O curso organizado pela escola francesa terá carga horária de 21 horas, que serão dispostas em seis módulos. Para se inscrever é preciso solicitar a ficha de inscrição pelo e-mail contato@ecolebrasil.com.

A primeira vídeoaula estará disponível na terça-feira, dia 26 de setembro. Já a primeira videoconferência acontece na quarta-feira, dia 27 de setembro.

Serviço – Desmistificando Gêneros
Carga Horária: 21 horas
Professora: Joanna Burigo
Módulos: 6
Inscrições: contato@ecolebrasil.com

(*) Da Assessoria
Postar um comentário