quarta-feira, 25 de abril de 2018

Dallagnol confunde pai e filho Francischini, alfineta deputados e nega transferência de Lula

O procurador da República Deltan Dallagnol, aquele que fez jejum pela prisão de Lula, confundiu os deputados federal, Fernando (PSL), e estadual, Felipe Francischini (PSL), pai e filho, respectivamente, e deu uma alfinetada nos dois. A confusão se deu na análise que o Ministério Público Federal (MPF) fez do pedido da Procuradoria-Geral do município de Curitiba para a transferência do ex-presidente Lula da sede da Polícia Federal para outro local. A informação é de O Gazeteiro.

Ao negar o pedido da prefeitura (confira o parecer completo no Estadão), Deltan analisou também outras solicitações. Uma delas era do deputado estadual Felipe Francischini. No parecer, Dallagnol alfinetou Felipe achando que falava com Fernando:

"Com a devida venia, pelos mesmos fundamentos, impõe-se o indeferimento do pedido do Deputado Felipe Francischini (evento 4), que já exerceu o "munus" de Secretário de Segurança Pública no Estado do Paraná, e certamente sabe que é ânus daquela Secretaria manter a incolumidade e paz pública".

Ou seja, não entrou no jogo de cena típico dos bolsominions. Dallagnol, o homem do power point, atirou em um e acertou dois.

Dallagnol confundiu os bolsominions: fica na sua. (Fonte: O Gazeteiro)

Postar um comentário