quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Para gringos, Lula é informal, Bolsonaro lembra a Alemanha, Alckmin não empolga, Marina é feliz e Ciro tem credibillidade

Novaiorquinos analisam visual de candidatos brasileiros (Reprodução)
Seth Kugel, do canal Amigo Gringo da Snack, maior rede multiplataforma brasileira de social vídeo, convocou um grupo de nova– iorquinos para dar opinião de qual candidato presidencial mereceria seu voto.
Os políticos avaliados foram os cinco primeiros nomes mais bem posicionados nas pesquisas: Geraldo Alckmin, Jair Bolsonaro, Lula, Ciro Gomes e Marina Silva.

Só um detalhe, os vídeos com as imagens dos candidatos não tinham legenda, dessa forma os gringos não sabiam o que cada um estava falando. Todos os comentários foram feitos baseados nas percepções de cada um.

O primeiro avaliado foi Geraldo Alckmin, comparado a Barack Obama e George Bush na forma de se vestir. Segundo um dos gringos o candidato não parece ser alguém que empolga as pessoas.

Mas não foi só o estilo do candidato do PSDB que chamou a atenção, segundo os gringos a forma informal de se vestir do ex -presidente Lula também merece destaque: " Ele nem está tentando usar uniforme de político, está sendo ele mesmo, confortável, parece que depois vai para a academia", contou Eric Hinojosa depois de ver um discurso do político.


Sobre Jair Bolsonaro a impressão é que se tratava de uma ex-celebridade devido a quantidade de flashs na direção do político, mas os gestos dele também chamaram a atenção: "A forma como ele movimenta as mãos lembra a Alemanha", lembra Paul Cohen.

Já o candidato Ciro Gomes, do PDT, parece ter tido mais credibilidade: "Um cara no meio do caminho. Parece uma escolha segura", avalia Paul.

Marina Silva foi considerada de personalidade forte e segundo os gringos foi a única em que teve uma equipe de pessoas mais leves, com pessoas felizes.

Seth pede para os amigos opinarem em quem votariam e deu empate. Cada um votou em um candidato, apenas Bolsonaro não recebeu nenhum voto.

(*) Com informações da assessoria de imprensa
Postar um comentário