Mostrando postagens com marcador solidariedade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador solidariedade. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Nutriex e Rennova doam R$ 1 milhão em produtos para o Araújo Jorge

Hospital recebe doações (F: Divulgação)
O empresário Leonardo Sousa Rezende, CEO das empresas Nutriex e Rennova, entregou R$ 1 milhão em produtos para o Hospital Araújo Jorge, na capital goiana. As empresas da mesma corporação reuniram esforços durante a pandemia e fizeram diversas doações para reduzir o impacto da crise no país, apoiando instituições e profissionais na retomada do mercado. No total, já foram doados mais de R$ 30 milhões nos últimos meses, informam as empresas. A Nutriex atua no mercado de saúde, higiene e proteção, há 20 anos. Já a Rennova é referência e líder no mercado de ácido hialurônico e harmonização facial no país.

“Para nós, essa doação é muito importante do ponto de vista da saúde local. Queremos continuar colaborando com as instituições que estão sofrendo com a pandemia no país e esse foi um dos grandes objetivos do ano aqui na empresa”, declara Leonardo de Sousa Rezende.

Dentre os produtos doados estão máscaras de proteção, álcool higienizador e vitaminas. Hoje, a Nutriex e a Rennova contam com cerca de mil colaboradores, possuem grande presença no mercado internacional e apresentam reconhecido padrão de qualidade e desenvolvimento constante de soluções inovadoras.

O Hospital de Câncer Araújo Jorge (HAJ) é a primeira e mais antiga unidade da Associação de Combate ao Câncer em Goiás (ACCG). Há 64 anos, está no grupo dos maiores e melhores hospitais brasileiros especializados em cancerologia, atendendo, diariamente, cerca de 1.500 pacientes de todas as idades. Anualmente, são realizados mais de 50 mil atendimentos, sendo 88% pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

"Além de contribuírem para a sustentabilidade do Hospital de Câncer Araújo Jorge, iniciativas como a da Nutriex geram impactos positivos para a sociedade como um todo, estimulando a conexão entre pessoas, empresas a causas nobres. Por isso, torcemos para que ações do tipo tenham continuidade e sigam fortalecendo as atividades da instituição, incentivando o amor ao próximo e melhorando ainda mais a assistência prestada ao paciente oncológico", finaliza Deuba Assunção, coordenadora do Setor de Desenvolvimento Institucional (SDI) do Hospital de Câncer Araújo Jorge.

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Família do Sítio fornece enxovais contra a covid-19 para supermercados locais do DF e Goiás

totens com acionamento por pedais para alcool gel
Totens de álcool tem acionamento por pedal (F: Divulgação)
A Família do Sítio está fechando parceria com redes locais de supermercados do DF e entorno para fornecer um enxoval de equipamentos de proteção contra a covid-19. O kit conta com um totem para aplicação de álcool em gel, máscaras para os caixas e marcações de fila para manter o distanciamento social. Até o momento, as cinco unidades da rede Ponto Alto já estão com o enxoval instalado e outras redes devem receber o material em breve.

“As grandes redes em geral já fizeram esse trabalho, mas nós identificamos que as redes locais, supermercados menores, não tinham marcação ou não estavam padronizadas”, conta a gerente de Trade Marketing da Família do Sítio, Ana Carolina Paz. “Esse enxoval é importantíssimo tanto para a proteção dos clientes como dos próprios funcionários. A Família do Sítio se preocupa muito com a segurança de todos que trabalham nas instalações e das equipes que estão na rua. Por que não teríamos o mesmo cuidado com nossos parceiros?”, continua.

O totem com álcool em gel possui acionamento por pedal, o que minimiza a necessidade de contato, e as marcações foram instaladas nas filas do caixa. Em alguns casos, por pedido do supermercado, as marcações foram instaladas também nas filas da padaria e do açougue.

A parceria está sendo fechada agora com o supermercado Rio Vermelho, de Formosa GO, e em breve outros estabelecimentos receberão o kit para contribuir com a segurança de todos os frequentadores.

terça-feira, 5 de maio de 2020

Artistas e jornalistas criam Inumeráveis, um memorial para vítimas da Covid-19



A mineira Eunice Farah era alegre. Muito alegre. Venceu uma batalha contra um câncer de laringe, com sessões de quimioterapia e bombas de medicamento, sem lamentar. Apaixonada pelo carnaval, buscava conforto e alívio na música. Ecumênica, frequentava o centro espírita às terças e, aos domingos, a igreja evangélica. A fé de dona Eunice era na vida e nas pessoas. Aos 77 anos, deu entrada no hospital com sintomas leves e não saiu mais.

Dona Eunice é uma das histórias dos mais de 7 mil brasileiros que perderam a vida por causa do novo coronavírus até agora. O Brasil tem a maior taxa de contágio por coronavírus do mundo, segundo estudo do Imperial College de Londres.

O projeto Inumeráveis, lançado em 30 de abril, nasce justamente com o intuito de reverter a lógica fria pela qual a pandemia está sendo tratada no Brasil. Por trás dos números em crescimento, por trás de falas e atitudes irresponsáveis de governantes, estão histórias de milhares de brasileiros. O Inumeráveis é dedicado à memória às vítimas do novo coronavírus no Brasil. O memorial nasce com a missão de valorizar, em forma de registros históricos, cada uma das vidas perdidas em função da pandemia do coronavírus no Brasil.

A ideia do Inumeráveis é montar uma rede voluntária de jornalistas, estudantes, escritores e contadores de história, de Norte a Sul do país, para narrar as histórias de forma sensível, pessoal e respeitosa às peculiaridades da vida de cada vítima, estimulando um processo reconfortante. As contribuições serão concentradas numa plataforma digital.

"O Inumeráveis nasce do incômodo em perceber que nas tragédias humanitárias pela qual a humanidade passa, transformamos as vidas perdidas apenas em números e estatísticas. Pandemias, guerras, genocídios, desastres recentes como Brumadinho. Não valorizamos, não registramos a vida, a história de cada única pessoa que todos nós perdemos. Hoje temos tecnologia e um sistema distribuído que pode colaborar para termos a ambição de registrar 100% das histórias, de cada pessoa" - explica Rogério Oliveira, empreendedor social e um dos idealizadores do Inumeráveis.

A plataforma digital permite duas possibilidade de colaboração:

a) direcionada para jornalistas, estudantes de jornalismo e outros profissionais que queiram reportar uma história;

b) e outra direcionada para familiares e amigos que gostariam de prestar uma homenagem à vítima.

Os voluntários serão auxiliados pela plataforma moderadora desenvolvida para captar de forma aberta e integradora os registros de histórias já realizados.

Além do memorial digital, a ideia é materializar o Inumeráveis por meio de uma instalação artística em local público e aberto ao ar livre, assim cada nome das vidas perdidas terá também seu lugar físico.

"Todos os dias ouvimos um novo número de pessoas que morreram vítimas do coronavírus no Brasil. Só que números não penetram o coração como histórias. Não há quem goste de ser número. Gente merece existir em prosa" - explica Edson Pavoni, artista plástico e um dos idealizadores do projeto.

Inumeráveis é uma obra do artista Edson Pavoni em colaboração com Rogério Oliveira, Rogério Zé, Alana Rizzo, Guilherme Bullejos, Giovana Madalosso, Jonathan Querubina e os jornalistas e voluntários que continuamente adicionam histórias à este memorial.

Confira as histórias em http://inumeraveis.com.br/

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Cervejaria vai trocar chope por ração de cachorro

Marca também lança novos rótulos (F: Priscilla Fiedler)
Olha que bacana: amanhã, 19, a cervejaria Way Beer vai promover a segunda edição do Saturday Way especial Mês do Cachorro Louco de Feliz. Serão realizadas diversas ações especiais, em parceria com a Prefeitura de Pinhais, que auxilia diversas ONGs do município, para incentivar a doação de ração e a adoção de cães. No ano de 2016, o evento arrecadou mais de uma tonelada de ração.

Durante o Saturday Way, para cada 3 quilos de ração canina doada, que será destinada para ONGS indicadas pela Prefeitura, o participante ganhará um chope Way Beer (limite de uma troca por pessoa). Quem estiver em busca de um novo companheiro, o evento vai disponibilizar, também, cães castrados e vacinados para adoção. Quem quiser levar seu cão para passear, os 40 primeiros serão presenteados com uma bandana exclusiva da cervejaria.

Cães disponíveis para adoção
Além de ajudar os cães, o público terá a oportunidade de saborear algumas das principais cervejas da Way Beer, com valores a partir de R$ 8. Além disso, a cervejaria vai promover o lançamento de três rótulos em latas (473ml): Watermelon Ale (2ª Edição), Catarina e Sou feia mas tô na Moda.

Outro destaque do Saturday Way ficará por conta das opções gastronômicas, com vários food trucks no local.

O Saturday Way especial Mês do Cachorro Louco de Feliz será realizado na fábrica da Way Beer (Rua Pérola, 331 – Pinhais), das 12h às 18h. A entrada é gratuita, mas a capacidade de público será limitada. Mais informação pelo telefone (41) 3653-8853 ou no site www.waybeer.com.br.

Da Assessoria

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

A pequena Isa precisa de um coração para viver


Nunca conseguiria trabalhar na área de saúde. Especialmente em pediatria. Agora, recém-pai, menos ainda. Imagino a dor da família da pequena Isabella, de apenas cinco meses, internada há 90 dias na UTI do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba. Se uma simples cólica do nosso pequeno Théo já nos deixa aflitos, acompanhar um bebê com uma cardiopatia grave, como a da Isabella, deve provocar um enorme sofrimento.

Mas há esperança também. Isa precisa de um coração novo para continuar vivendo e a família mobilizou as redes sociais numa campanha de conscientização da importância da doação de órgãos. A corrida, nesse e em outros casos, é contra o tempo. O bebê precisa de um órgão de uma criança de cerca de cinco quilos, da mesma faixa etária, que tenha tido morte encefálica.

Isabella: em busca de um coração (F: Arquivo pessoal)
De acordo com reportagem do G1, a Secretaria Estadual de Saúde informou ter registrado 795 mortes encefálicas no Paraná no ano passado. Em apenas 300 casos houve doação de órgãos. Mais do que em anos anteriores, mas ainda pouco.


No perfil da mãe de Isabella, a farmacêutica Paula Heidy, no Facebook, uma postagem de um amigo faz as contas: "se em uma doação existe a possibilidade de 7 pessoas (ou ate 10) serem salvas, se as 700 famílias tivessem feito a doação, teríamos quase 5 mil famílias sorrindo, 5 mil pessoas recomeçando, 5 mil eh mta gente!".

Perder um filho deve ser (sabemos que é, mas só quem passou por isso, sentiu) a maior de todas as dores. Mas fazer com que uma vida que se foi salve tantas outras também deve ser, ao menos, reconfortante.

Avise sua família se você for doador de órgãos.

E ajude a pequena Isa a encontrar o seu.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Jornalista de Londrina precisa de ajuda para tratar filho com câncer

O Dentinho - de quem só descobri o nome agora, Valdir Grandini - não vai se lembrar de mim. Mas já era jornalista atuante em Londrina quando entrei na faculdade, em 1993. Foi um dos palestrantes na recepção aos calouros. E as turmas, novas e antigas, se trombavam nos mesmos bares, nas mesmas festas, durante aqueles anos, em que ainda se podia andar tranquilamente pela cidade a qualquer horário da noite.

Pois o Dentinho, agora, precisa de uma ajuda urgente. Seu filho André, diagnosticado com melanoma, um tipo agressivo de câncer, precisa de um medicamento só disponível nos Estados Unidos, ao custo de R$ 30 mil mensais. Quem puder colaborar, pode contribuir no site Vakinha, clicando neste link.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Apenas o Solidariedade mantém apoio a Cunha

Com o rompimento público e oficial do PSDB com o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que deve ser seguido mais enfaticamente também por PPS e DEM, restou ao chefe do
Legislativo o Solidariedade, do paranaense Fernando Francischini, como único partido de oposição ao governo a apoiá-lo.

O Solidariedade, inclusive, acaba de indicar seu presidente, o deputado Paulinho da Força, como substituto de Wladimir Costa (SD-BA) como membro titular do Conselho de Ética da Câmara, que deve analisar em breve a denúncia de quebra de decoro por Cunha, o que poderia levar a sua cassação. Aliado de primeira hora de Cunha, Paulinho disse estar com o presidente "para o que der e vier".